Seguidores

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

LIVRARIA SENÉN - Ávila



Livraria Senén, uma das mais antigas livrarias de Ávila situada nas arcadas da Plaza de Santa Teresa mesmo no centro histórico desta cidade espanhola e que eu tive o prazer de visitar. 

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

ANTÓNIO LOBO ANTUNES – Caminho Como Uma Casa em Chamas

Tive o grande prazer de receber mais um livro oferecido pelo meu amigo António Neves de Carvalho que ao desfazer-se de alguns livros da sua biblioteca vai generosamente contribuindo para o aumento substancial da minha modesta biblioteca. Este livro vinha com dedicatória que aqui partilho por achar interessante e da qual estou completamente de acordo, certos livros do ALA principalmente as ultimas “fornalhas” são difíceis de digerir, mesmo assim vou fazer os possíveis por o ler na totalidade e não ficar vencido por exaustão como o meu amigo ficou.



Oliveira
Honestamente afirmo que me esforcei em progredir na leitura desta última obra do ALA mas, precisamente na pag. 61, tive que reconhecer que estava vencido por exaustão. Desisti.
Ofereço-lhe o livro (se o quiser receber, claro) na esperança de que o desfrute com prazer. Se não, faça como eu: dê-o a outro.
Abraço,
A.N.Carvalho





Caminho Como Uma Casa em Chamas - LOBO ANTUNES, ANTÓNIO


O livro toma como base um prédio algures em Lisboa e as «histórias» das pessoas que nele vivem, mas este é apenas um pretexto para António Lobo Antunes nos maravilhar com a sua escrita única e a sua descida cada vez mais fundo ao que de mais íntimo há em cada um de nós.

António Lobo Antunes nasceu em Lisboa em 1942 e licenciou-se em Medicina pela Universidade de Lisboa em 1969. Combateu em Angola de 1971 a 1973. 
Depois da publicação de Memória de Elefante e Os Cus de Judas, ambos em 1979, António Lobo Antunes tornou-se um dos escritores portugueses mais lidos, traduzidos e premiados em todo o mundo. Em 2005 foi distinguido com um dos mais importantes prémios literários do mundo: o Prémio Jerusalém. Em 2007 recebeu o Prémio Camões, o mais importante prémio literário de língua portuguesa.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

LIVROS LIDOS EM 2014





Os livros lidos em 2014, um ano bem produtivo em leituras, nada mais do que 57 livros.

Aqui vai a lista de livros que “devorei” o ano passado pela ordem que foram lidos:

01 – Mistérios de Lisboa – Camilo Castelo Branco
02 – Um Milionário em Lisboa – José Rodrigues dos Santos
03 – Madrugada Suja – Miguel Sousa Tavares
04 – Memórias Póstumas de Brás Cubas – Machado de Assis
05 – São Paulo – Teixeira de Pascoaes
06 – Em Nome da Terra – Vergílio Ferreira
07 – Manhã Submersa – Vergílio Ferreira
08 – O Elixir da Longa Vida – Balzac
09 – Viagem ao País de Amanhã – Hermann Hesse
10 – Lavagante – José Cardoso Pires
11 – Wenceslau de Moraes o Diplomata – Luís Gonzaga
12 – Manual do Caminheiro – Jean-Claude
13 – O Anjo Literário – Eduardo Halfon
14 – O Leopardo – Guieppe di Lampedusa
15 – O Escândalo Modigliani – Ken Follett
16 – Histórias de Amor – José Cardoso Pires
17 – Noites Brancas – Fiodor Dostoievski
18 – O Ensino no Japão – Wenceslau de Moraes
19 – Gaibéus – Alves Redol
20 – As Paixões de Camilo Vol I– Camilo Castelo Branco
21 – As Paixões de Camilo Vol II – Camilo Castelo Branco
22 – A Grande Mudança – Steven Greenblatt
23 – Quando os Lobos Uivam – Aquilino Ribeiro
24 – Paisagem da China e Japão – Wenceslau de Moraes
25 – Para Onde Vão os Guarda Chuvas – Afonso Cruz
26 – Bibliotecas Cheias de Fantasmas – Jaques Bonnet
27 – A Missão – Ferreira de Castro
28 – O Livro Negro do Padre Dinis – Camilo Castelo Branco
29 – Na Tua Face – Vergílio Ferreira
30 – O Aleph – Jorge Luís Borges
31 – E a Noite Roda – Alexandra Lucas Coelho
32 – A Árvore das Palavras – Teolinda Gersão
33 – A Casa Comboio – Raquel Ochoa
34 – Ao Contrário das Ondas – Urbano Tavares Rodrigues
35 – Vai Brasil – Alexandra Lucas Coelho
36 – O Outono do Patriarca – Gabriel Garcia Marquez
37 – A Descoberta do Mundo – Clarice Lispector
38 – Aqui nos encontramos – John Berger
39 – O Pecado de Porto Negro – Norberto Morais
40 – Agosto Azul – Manuel Teixeira Gomes
41 – Eurico o Presbítero – Alexandre Herculano
42 – O Silêncio – Teolinda Gersão
43 – Emigrantes – Ferreira de Castro
44 – A Selva – Ferreira de Castro
45 – Terra Fria – Ferreira de castro
46 – Prazer e Glória – Agustina Bessa-Luís
47 – Mil Novecentos e Setenta e Cinco – Tiago Patrício
48 – O Horizonte – Patrick Modiano
49 – Amantes e Inimigos – Rosa Montero
50 – A Filha do Canibal – Rosa Montero
51 – Gente de Dublin – James Joyce
52 – O Dia dos Prodígios – Lídia Jorge
53 – As Ondas – Virgínia Woolf
54 – O Meu Amante de Domingo – Alexandra Lucas Coelho
55 – Peter Carmenzind – Hermann Hesse
56 – Demian – Hermann Hesse
57 – O Lobo das Estepes – Hermann Hesse






segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

LIVROS III

A minha pequena pilha de livros para ler em 2015 e que me foram oferecidos por familiares neste último Natal.


1 – Galveias de José Luís Peixoto (já lido e que recomendo)
2 – Noites Brancas  de Fiódor Dostoiévski
3 – Em Nome da Terra de Vergílio Ferreira
4 – Manhã Submersa de Vergílio Ferreira
5 – Hadji-Murat de Leo Tolstoy
6 – Alabardas de José Saramago
7 – O meu Irmão de Afonso Cabral
8 – O Pintassilgo de Donna Tartt
9 – Enquanto Lisboa Arde O Rio de Janeiro Pega Fogo de Hugo Gonçalves
10 – O que fazem Mulheres de Camilo Castelo Branco
11 – Contos de Eça de Queirós
12 – Prometo Falhar de Pedro Chagas Freitas

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

LIVROS II


Livros para todos os gostos e para leitores de todas as idades, foi na Feira do Livro de Setúbal 2014, mesmo no centro da cidade num espaço nobre a Avenida Luísa Todi. O certame, que decorreu no interior de uma tenda, regressou à cidade para um mês de actividade que incluiu a realização de eventos especiais, como animações para os mais novos, encontros com autores e sessões de autógrafos.

A feira apresentou livros de várias editoras e de diferentes temas, desde o romance, ao livro técnico, passando também pela literatura infanto-juvenil.
Esperemos que este ano a Feira do Livro cresça e traga consigo um pavilhão maior e mais espaçoso.




segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Biblioteca Municipal de Sines


Aberta desde 20 de Agosto de 2005, a Biblioteca Municipal de Sines é o equipamento dinamizador das actividades ligadas ao livro e à leitura.
Inserida no Centro de Artes de Sines, a Biblioteca é uma estrutura moderna com bons equipamentos. Dispõe também de uma sala de leitura de periódicos, uma sala de reuniões, auditório e gabinetes de trabalho, uma sala multimédia, um sector infantil/juvenil e o sector onde se encontram todos os livros e documentos abertos ao público para pesquisa.


É nesta magnifica biblioteca que me “abasteço” regularmente de livros.








Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...